Origen
Proposito
Pilares
Red Internacional
Articulos
Talleres
¿Como Participar?
Cultura de Paz
Escuelas
Artículos de Conciencia 

Movimento evolutivo

Tudo na criação, no Universo está permanentemente em movimento. Cada partícula, cada manifestação de vida, por variada que seja está em permanente movimento, nosso corpo está sempre se movendo, internamente, pleno de vida que vai e vêm, células, órgãos, ar que entra e sai, e muita vida mais. Por sua vez nós nos movemos interatuando com a experiência que estamos realizando.

Mover-se faz parte de Estar Vivo...

Quando o movimento começa a deter-se a vida começa a estancar-se... Para renovar-nos, precisamos ingressar a corrente do movimento.

O movimento nos permite entrar em contato direto com a criação. É o fluir permanente da evolução.                                                 Permite-nos entrar em contato com a experiência.

Em relação com a Arte o movimento é a integração do tempo e espaço. Podemos observar como a Musica esta contida no tempo, pois é uma seqüência de sons organizados num tempo determinado.                                                                                Por sua vez, a plástica seja no plano ou no volume ocupa um espaço determinado. Cada uma trabalha essa expressão e isso nos ajuda…

Ao trabalhar com o movimento, seja qual for a manifestação (Dança, exercício, esporte, etc.) este é uma seqüência de movimentos durante um tempo determinado, em um espaço determinado. Integrando assim ambos os conceitos.

O tempo nos permite Ordenar a experiência, o Espaço nos permite Realizá-la…

Então, tempo e espaço nos permite ordenar a experiência que estamos realizando.

No trabalho da Educação Evolutiva, todo processo de aprendizagem está contido na integração com o Movimento. Trazermos o movimento ao ensinamento integra os conteúdos, não é algo separado, fragmentado… é uma atividade que faz parte do processo de aprender, pois, os conteúdos do programa da educação evolutiva estão todos integrados.

Como trabalhar o Movimento em aula?

Reconhecer o corpo como criador e por sua vez a obra, quer dizer, poder ver o corpo como o espaço sagrado que é, que nos contem e permite estar nesta experiência. Aqui e Agora. Como um veículo que nos recebe e entrega toda a informação necessária que traz dos reinos e elementos toda informação para que nossa consciência o habite e comecemos a nos relacionarmos com ele.

A relação a partir da clareza da consciência corporal, não é só saber como é meu corpo, é também, reconhecer a inteligência própria do corpo e, a forma que tem de comunicar-se com nossa consciência é a través de movimentos, alguns muito sutis outros mais evidentes.

Fazemos brincadeiras para ir integrando esta consciência, cada vez que iniciamos a aula, através de trabalhos de conexão com o corpo, de sentir, de levar atenção. Há grande variedade de exercícios, desde saltar, yoga, ginástica cerebral, dança, tai chi, chi kun, jogos corporais, etc. Dedicando-lhes uns instantes antes de iniciar a aula, ou atividade do dia. Alem do mais o movimento nos ajuda a descarregar fadiga mental e saturação ou a desbloquear emoções estancadas, que no processo de aprender e ensinar sempre estão surgindo e é preciso poder dar-lhe uma causa. Se o grupo está em um estado de bloqueio, nada melhor que uma dança ou jogo corporal, para aflorar o bloqueio liberando-o para que possa dar continuidade ao ensino aprendizagem. Se o grupo esta cansado, o Chin kun nos ajuda. Podemos também utilizar técnicas de ativação de canais de energia do corpo para melhorar a atenção. Quer dizer, que os formadores devem ter ferramentas de movimento, porem tê-las integradas, pois, só aquilo que tenho integrado é o que poderei ensinar.

Por sua vez, os conteúdos que se está ensinando, podem ser representados com o corpo, de forma que possa ativar a integração da consciência através da expressão corporal.

Ter em conta dentro do trabalho com o movimento:

Comunicação corporal:

Integrar a consciência do corpo como elemento de comunicação: (ainda que não haja movimento externo, sempre se está emanando vibração). Observar como me movimento, enquanto educo que energia irradia do meu corpo. É simples: olhar uma pessoa por um instante e observar seu corpo, seu movimento, tudo isso irá falar sobre ela e o que faz… se essa pessoa também está tratando de te ensinar algo, seu movimento teria que estar afinado com este ensinamento, pois  se ingressa em nosso cérebro muito mais informação pelo movimento, do que se pode perceber pelas palavras que escutamos.

Expressão corporal:

Ter consciência que permanentemente estamos transmitindo um processo de consciência.

Nosso corpo fala e se expressa. Aprender a jogar a partir do que o corpo expressa é uma grande chave… Ajudar as crianças a ter consciência dos movimentos que seu corpo realiza quando estão se comunicando com outros, é uma grande forma de ajudar-lhes a reconhecer quem são e como podem se manifestar no mundo. Realizar jogos de mímica, ou de caminhadas livres pelo salão é uma maneira de que pela forma de caminhar cada um vai conhecendo cada um.

Gesto:

A forma que gesticulamos enquanto falamos é parte do movimento que deve acompanhar com coerência a mensagem que se transmite e por sua vez ajudar a ancorar essa mensagem a partir do amor.

Gestos suaves, fluidos, harmônicos, sempre nos convida à prestar atenção, a partir de uma atitude de abertura, facilitando assim o processo de aprendizagem.

“o hemisfério direito aprende a través do movimento”

Tipos de atividades de movimentos integrados:

(através das oficinas específicas de formação na Educação Evolutiva o tema é aprofundado)

Dança para crianças: Circulares, que são uma experiência de muita integração e conexão com os demais, que por sua vez, contem o sagrado simbólico do circulo e o respeito pelo outro.

Espada interior: Potencia o desenvolvimento do valor, firmeza e disciplina. E também de fomentar a capacidade de auto-observação par o crescimento do Ser interno.

Jogos musicais: Que estimulam a consciência auditiva e coordenação de movimento. E também a trabalhar de forma direta na integração dos hemisférios.

Ginástica Cerebral: exercícios que ajudam a integração dos hemisférios e facilitam a harmonização emocional e integral do ser.

Expressão corporal: Atividade de teatro, que favorece o desenvolvimento da comunicação consciente e trabalho com a criatividade.

Lembrar que quanto menor a idade, mais ativo deve ser o movimento, e esta chave está diretamente relacionada com o impulso da vida… Portanto, se desejo ativar a vida em mim, ou nos estudantes com os quais trabalho, nada melhor que uma boa conexão com o movimento para acender o potencial disposto e renovar o estancado…

Que desfrutes em harmonia com o movimento evolutivo!!!

 

Documento pertencente a Rede Evolutiva. Sua reprodução é autorizada, desde que respeitado a fonte original: Irdinave, Educação Evolutiva.

www.educacionevolutiva.org

 

Tradução sandraferris@globo.com

 

 

 

Para Mayor Información, contactarse a: Info@EducacionEvolutiva.org